10 de maio de 2019

Como validar minha ideia de negócio?

O que preciso fazer pra validar minha ideia de negócio? Confira os 8 passos que preparamos pra te ajudar!

Será que minha ideia é uma viagem? Será que sua ideia de negócio tem futuro? Será que meu negócio vai dar pé? Será que consigo validar minha ideia de negócio com pouca grana?

Esses são alguns “serás” que todo empreendedor criativo já se pegou pensando em algum momento da vida. Afinal de contas, é inevitável o mesmo dos riscos de investir tempo e dinheiro em algo que pode dar errado. Essas crenças limitantes estão te impossibilitando de ir com medo mesmo e tirar sua ideia do papel?

É nessa hora que entra a validação como a sua maior aliada! Descubra agora o que é esse processo e como começar agora mesmo a validar a sua ideia pra lançar um negócio com a sua cara e do seu jeito!

Introdução

Validar uma ideia é criar um plano de ações pra colocar sua ideia de negócio em teste! E ver se realmente é algo que faz sentido para o público-alvo que você buscará atingir. Ou seja, a validação é uma metodologia para entender se um nicho tem interesse no produto ou serviço que você desenvolverá.

Muitas das vezes o pontapé inicial de empreendedor pra testar a validade da sua ideia é compartilhá-la com amigos e família. Alguém pode, por exemplo, começar a fazer produtos veganos, bordado, fotografias, entre outras atividades e colocar a boca no trombone oferecendo pra pessoas próximas.  

De repente, essa pessoa percebe que está vendendo a ideia! Os amigos começam a indicar como referência na área, a família começa a consumir o produto e isso vai se expandindo. Até que, de repente, você percebe que a sementinha do empreendedorismo foi plantada e está florescendo.

Esse é um processo bastante comum, mas em algum a pessoa criativa e recém empreendedora pode sentir que falta mais clareza e direcionamento pra lançar de vez o negócio. É normal que as dúvidas comecem a surgir, e são fundamentais pra que esse negócio que começou de maneira intuitiva, ganhe mais força pra voar alto!

É aí que entra a validação como uma forma de testar o produto ou serviço, antes mesmo de investir mais dinheiro e energia na ideia. A validação traz mais clareza a sua visão do negócio, permitindo que você tome decisões mais assertivas e alinhadas ao seu propósito de empreender e ao que sua audiência busca.

Quais os problemas de não validar minha ideia de negócio?

Tá bom, mas e se eu não quiser validar minha ideia de negócio? E se quiser seguir o flow e ver no que vai dar?

Não validar a sua ideia de negócio pode gerar uma série de problemas no futuro do empreendimento. É dor de cabeça na certa! E você está disposto a gastar alguns tostões investido em Neosaldinas?

Em primeiro lugar, pode ser que você invista muito na sua ideia, seja financeiramente ou em relação à tempo e esforço. Porém, nada garante que as pessoas efetivamente terão interesse pelo produto ou serviço oferecido, o que faz com que você volte para a estaca zero.

Você também pode não encontrar o público ideal para o seu produto ou serviço, você pode correr o risco de não encontrar sua galera e ficar conversando com o vento. E no meio do caminho seu empreendimento encontrará barreiras de comunicação e de crescimento que serão difíceis de serem transpassadas.

Não validar a ideia você perca o fio da meada do seu negócio criativo. Como as coisas podem acontecer mais intuitivamente, você acaba perdendo o foco da ideia e não terá clareza de pra onde ir e como crescer.

Agora conta pra gente, você ainda está pensando em seguir o fluxo e se lançar pro mundo sem antes validar sua ideia? Se sim, a gente se vê por aí!

Se não (YAY) confira agora os 8 passos pra você validar sua ideia de negócio

8 passos para validar minha ideia de negócio

Agora que você já sabe da importância de validar a sua ideia de negócio, é o momento de descobrir como fazer isso na prática. Entenda os 8 passos básicos para realizar a validação! E bora se colocar a serviço do mundo! \o/

#1 Reconhecimento

O primeiro passo para validar a sua ideia de negócio é, na verdade, um processo que deve ocorrer antes da validação: o reconhecimento.

Ele se refere ao processo de entender quem você é, quais são seus principais talentos, habilidade e interesses e o que faz seus olhos brilharem. Uma ideia só pode dar certo quando você alinha o que se é com o que você faz!  

Você deveria estar fazendo coisas com as quais você se identifica e que façam parte do seu capital humano criativo: aquilo que você é, aquilo que você sonha, aquilo que você deseja, sua personalidade, seus talentos, suas habilidades, sua história, seus desafios, suas referências… ~ Rafa Cappai

#2 Oportunidades

Agora que você já compreendeu toda a potência do seu capital humano e criativo, mapeie as oportunidades ao redor. Esse é o momento de ampliar a visão e deixar a criatividade fluir, anotando todas as ideias que surgirem e que poderiam se transformar em uma oportunidade de negócio.

#3 Conhecimento

Com todas as suas ideias, é a hora de efetivamente investir em uma ou algumas delas. É necessário que você se torne um expert nesse assunto, uma referência, para efetivamente entender se a ideia tem ou não viabilidade no mercado atual.

Portanto busque por conhecimento! Pesquise cenários, referências, artigos científicos, pessoas que já fazem coisas semelhantes, leis, questões políticas, enfim, tudo relacionado à sua ideia!

#4 Hipóteses

Quando você já sabe qual o cenário mundial e do local em que você mora relacionado à sua ideia, é necessário criar algumas hipóteses para serem colocadas à prova no momento de validação. Ou seja, de quais premissas você vai partir para garantir que a sua ideia funcione?

Por exemplo, você é chef e quer empreender criando um negócio de delivery de comida vegana. A hipótese a ser feita por ser: quanta pessoas se interessariam por comprar comida vegana que seja entregue em casa?

No passo 4 é o momento de você criar as perguntas indispensáveis pra que sua ideia de pé. Anote todas elas!

#5 Público-alvo

Por mais que você deseje atingir um bocado de gente ao mesmo tempo com o seu trabalho, é improvável e pouco recomendado que você faça isso. Afinal, cada grupo de pessoas possui interesses, desejos e necessidades diferentes.

A verdade é que: seu trabalho não é pra todo mundo! E tá tudo bem com isso!  

Portanto, é importante definir um público-alvo para a sua ideia, um nicho de mercado que irá se interessar pelo produto ou serviço que você oferece. A partir disso, você é capaz de validar a sua ideia, chegando nessas pessoas e conversando!

#6 Pesquisa

Você escolheu uma ideia que faz sentido para você e já sabe quais são aquelas pessoas que provavelmente vão se interessar por ela. Agora é a hora de testar e entender se tudo isso faz sentido para o público-alvo.

Saia um pouco da ideia e foque mais nos problemas — dores — do seu público-alvo. Para isso, gere conversa! Faça uma pesquisa com essas pessoas de forma a identificar se elas se interessam pelas suas ideias e quais problemas elas gostariam de resolver.

#7 Protótipo

Quando se fala em validação, há a necessidade de criar um MVP (Mínimo Produto Viável). Ele será simplificação da sua ideia! Uma materialização do seu produto ou serviço de forma mais simples e acessível possível. Ao criar o seu MVP você poderá testar a ideia na prática sem a necessidade de um investimento muito grande.

Prototipe a sua ideia e coloque isso no mundo. Isso porque, se um pequeno grupo de pessoas se interessarem pelo seu MVP, é muito provável que um grande grupo compre o seu produto finalizado.

#8 Feedback

Após o lançamento do protótipo, é essencial coletar feedback do grupo de pessoas que consumiram seu produto ou serviço. É nesse momento da validão que você passará entender se é necessário realizar algum ajuste, quais são as principais vantagens e desvantagens do seu produto, qual a melhor forma de concretizar a ideia no mercado, entre outras informações extremamente importantes para direcionar o futuro do seu negócio criativo.

Tendo esses oito passos como direcionamento você poderá se planejar e se organizar estrategicamente para validar sua ideia, experimentando como ela poderá gerar valor pro mundo!

Os sinais de que minha ideia de negócio vai dar pé!

Validação da ideia: check! ✅

Agora que você já se experimentou e colocou sua ideia pra jogo, como saber se ela efetivamente pode dar pé? Como saber se ela pode se tornar um negócio sustentável?

Existem alguns sinais que indicam que a ideia inicial é uma ótima opção para o seu negócio. São eles:

  • Recepção nota 10: boa aceitação do protótipo pelo público-alvo;
  • pinçou a dor da galera: resolução dos principais problemas e dores compartilhados por seu público alvo nas pesquisas;
  • falem bem, falem de mim: feedback positivo em relação ao produto;
  • acertou na mosca: conexão do produto com o propósito de vida da sua galera;
  • perguntas certeiras: validação das hipóteses criadas no Passo 4.

Se você observar esses sinais, atenção: sua ideia é um bom negócio!

Vá fundo e invista toda a sua energia, criatividade e motivação! Caso contrário, mantenha a calma e não desista! Reavalie todo o processo de validação e busque encontrar pequenos ajustes na rota pra aperfeiçoar sua ideia.

Quer um empurrãozinho prático pra te ajudar a validar sua ideia de negócio? Então lá vai!

No #NaveAoVivo Rafa Cappai compartilha mais insights sobre como validar uma ideia de negócio, além de ferramentas que vão te ajudar nesse processo. Vem pro play e confira todas essas dicas na íntegra:

Como validar minha ideia de negócio? #NaveAoVivo

E por último, e muito importante!

Tenha empatia consigo mesmo e lance a sua versão beta!

E aí ficou animado para validar a sua ideia agora mesmo? Então lembre-se de ter empatia com você mesmo e entenda que raramente um negócio dá certo de cara. É preciso ter coragem e persistência, astronauta! Se manter firme e forte pra realizar os ajustes necessários até que você consiga amadurecer sua ideia e lançar seu negócio pro mundo.  

Bora começar a se movimentar e colocar essa ideia pra jogo? Estamos com você nessa! Simbora, astronauta!

E ó, se quiser ficar pertinho recebendo conteúdo fresquinho, fresquinho semanalmente assine a Mensagem de Bordo! É por lá que o papo sobre empreendedorismo e outras coisitas más rola de pertinho. VEM!

Veja mais em: Bússola

Receba dicas de como transformar
paixão e talento em negócio!