23 de março de 2018

Empreendedorismo materno: como fazer dar certo?

Trabalhar com o que você ama e estar perto de quem você ama, o combo-amor do empreendedorismo materno! 💖


Se você é mãe e empreende aposto que já ouviu essa pergunta básica: “mas como você dá conta dos dois?” E, aposto também, que antes de responder quase que no automático, em algum momento já rolou aquele sorrisinho amarelo: apenas dando, ora bolas! Empreendendo ou trabalhando de CLT, a gente sabe que as mamães (muitas vezes) dão conta do recado. Mas ninguém aqui tá querendo alimentar aquela visão romântica de mulher-maravilha que dá conta de tudo, né? É preciso pé no chão, planejamento, adaptar a rotina, contar com a ajuda de uma rede de apoio, encaixar daqui, ajeitar dali e, com o tempo, as coisas vão entrando os eixos, pra você e pros pequenos. 😋

Thaís Farage, é mãe e consultora de estilo, também é toda marota quando o assunto é criar oportunidades e se expor. Quando mudou para uma nova cidade algumas ideias também mudaram de lugar: trocou de emprego, migrando do cinema para a consultoria de estilo e investigou suas paixões para começar empreender. Tudo pronto e no caminho veio Miguel! Com a maternidade as mudanças não pararam e a Thaís mãe&empreendedora&feminista decidiu criar uma rotina para que pudesse acompanhar o dia a dia do filho e continuar trabalhando.

O papo rendeu e além de compartilhar com a gente histórias da vida real da mãe, criativa e empreendedora, Thaís também nos contou:

  • como criar oportunidades em uma nova cidade e num novo negócio;
  • a importância (e o desafio) do processo de autoconhecimento para criar negócio que seja a sua cara;
  • como usar a intuição para dar coerência a sua marca;
  • como a vulnerabilidade traz mais conexão com a audiência;
  • investigação, proposta visual e mão na massa: como a Thaís aplica sua metodologia de consultoria de estilo;
  • 3 exercícios para se olhar com carinho e começar reconhecer o seu estilo e suas necessidades;
  • empreendedorismo materno: COMO FAZ? + dicas de livros sobre o tema;
  • sua posição feminista sobre isso tudo;
  • e pra fechar: 3 primeiros passos para começar empreender seus talentos e paixões.

Eu não sei fazer o que eu não acredito.” ~ Thaís Farage

Você também é do time #mompwr? Então, conta pra gente como tem sido sua relação trabalho & maternidade. Qual dica de ouro que te salvou nesse universo e que você daria pra outras mamães? 👩‍👧‍👦

E se você ainda não entrou nesse time, ou nunca vai entrar, que tal dividir esse encontro incrível com mais mamães por aí?

Receba dicas de como transformar
paixão e talento em negócio!