O que é um negócio de expressão?

O que é um negócio de expressão?

Você já tem um negócio de expressão? Pra gente, os melhores negócios não são aqueles que estão na lista dos mais rentáveis ou que podem aparecer nas capas de revista como promessa dos próximos anos. A gente entende que as melhores oportunidades estão num negócio de expressão.

E, quando a gente fala sobre expressão, a gente não tá falando de tamanho ou alcance, mas sobre a essência. Empreender com expressão é apostar em negócios que trazem muito da sua essência, mas que, nem por isso, deixam de lado os conceitos de marketing, vendas, gestão etc.

Muitos dos negócios criativos que temos hoje no mundo, por exemplo, são negócios de expressão. Trabalhos que trazem a essência dos seus criadores alinhadas ao que há de mais moderno em marketing e vendas.

O mundo pré-negócios de expressão

Pra gente entender um pouco melhor como funciona um negócio de expressão, a gente precisa olhar um pouquinho pro passado.

Se a gente pensar em como era o mundo de antigamente, a gente lembra que as profissões eram definidas por herança familiar. Se o seu pai trabalhasse com marcenaria, por exemplo, você tinha grandes chances de crescer e se tornar um marceneiro. Afinal, você teria boa parte da sua formação dentro da marcenaria do seu pai. E a gente pode estender isso pra todas as profissões das grandes cidades ao trabalho no campo.

Mas, no final do século XVIII e começo do século XIX, um evento mudou drasticamente a nossa forma de lidar com o trabalho: a revolução industrial.

Esse foi um momento de grandes saltos tecnológicos. Boa parte das profissões foram substituídas por máquinas e muitos trabalhadores especializados foram substituídos por meros repetidores de tarefas.

Você deixava de ser uma mão de obra especializada ou um profissional que trabalhava com aquilo que fazia sentido pra você. Agora, tudo que você precisava era ter um emprego que pagasse suas contas, sustentasse sua família e, quando você não estivesse trabalhando, você faria aquilo que gosta.

O empreendedorismo também mudou. As pessoas deixaram de abrir negócios porque gostavam de determinada área, mas começaram a fazer porque viam ali uma oportunidade de mercado.

Até que chegamos nos dias de hoje!

O surgimento do negócio de expressão

Atualmente, a gente vive num mundo que permite encontrar um meio termo desses dois mundo pré e pós revolução industrial. E é nesse encontro que surgem os negócios de expressão!

Hoje, a gente não tem mais a necessidade de empreender apenas para atender uma demanda de mercado. A gente empreende dentro do que faz sentido nas nossas vidas.

Se eu quiser abrir uma loja que vende apenas pinturas de montanha, por exemplo, eu consigo. Eu consigo porque o mundo de hoje é hiperconectado e eu posso levar os meus trabalhos para o mundo todo e alcançar pessoas que também se identificam com pinturas de montanha.

O negócio de expressão traz boa parte da minha essência, mas ele usa dos conceitos de marketing e vendas para alavancar tudo que sou capaz de produzir através da minha essência. Aqui na Nave, a gente também costuma chamar de negócio gostosinho.

São negócios que conseguem unir aquilo que eu amo com aquilo que eu sei fazer e ainda me trazem um retorno financeiro.

A principal proposta de um negócio de expressão é que você não precisa mais escolher entre o que gosta e o que te dá dinheiro. Essas duas coisas podem coexistir e, tudo que você precisa, é encontrar o caminho pra unir a sua essência com aquilo que as pessoas estão dispostas a comprar de você.

Jornada Criativa

Descubra seu próximo passo

Bora descobrir em que momento da sua jornada criativa você está? Aqui na Nave, a gente tem um quiz que vai te ajudar a encontrar o próximo passo

Outras postagens
Como se conectar com os clientes do seu negócio criativo

Como se conectar com os clientes do seu negócio criativo

Existem muitos caminhos pra você tornar o seu negócio criativo muito mais rentável de um jeito sustentável, mas um...
Como desenhar uma jornada do cliente em negócios criativos?

Como desenhar uma jornada do cliente em negócios criativos?

Você já ouviu falar em jornada do cliente? Esse é um conceito muito comum em negócios tradicionais, mas que,...
Você está vivendo seus talentos de forma positiva?

Você está vivendo seus talentos de forma positiva?

Você, com certeza, já ouviu falar que uma pessoa é talentosa ou, talvez, que fulano é sem talento nenhum....
Você sabe a diferença entre o marketing autêntico e o marketing tradicional? A gente te explica a diferença neste artigo!

Qual a diferença entre marketing autêntico e tradicional?

Você já ouviu falar em marketing autêntico? Essa é uma nova forma de trabalhar as estratégias de vendas que...
Como ter apoio familiar na jornada criativa?

Como ter apoio familiar na jornada criativa?

Se você está numa jornada criativa ou é uma pessoa multipotencial, é bem provável que você sofra muito com...
3 dicas de organização do trabalho pra criativos

3 dicas de organização do trabalho pra criativos

A organização do trabalho é uma das grandes dificuldades de quem trabalha com criatividade. Muito por uma ideia de...