18 de outubro de 2018

Guia rápido: como explicar minha multipotencialidade?

O guia prático pra iniciar conversas e colocar a boca no trombone assumindo (e explicando sobre) sua multipotencialidade pro mundo!


Você tem dificuldade de focar em uma coisa só? Se sente motivado quando está em movimento, testando, experimentando, criando? Quando o assunto é faculdade, carreira, trabalho você tem (ou teve) dificuldade de seguir o rumo tradicional? Sua família e amigos te acham um ponto fora da curva? E vivem te dizendo: “Você precisa escolher, não dá pra continuar fazendo todas essas ‘coisinhas.”?!

Você compreende que é válida a preocupação dessas pessoas queridas, mas deseja mostrar que é possível sim viver da sua multipotencialidade de maneira sustentável? 

Preparamos um GUIA RÁPIDO com QUATRO maneiras de conversar sobre multipotencialidade e colocar o assunto na roda, contando sobre seu jeito de enxergar e gerar valor pro mundo.

Já cansou de sentir um alienígena na hora de contar sobre a pluralidade de seus interesses e paixões? Vem pro play: 

Guia Rápido: Como explicar minha multipotencialidade #VQVResponde

É muito comum as pessoas ao nosso redor falarem com a gente a partir do que é a visão deles de uma vida e trabalho que é uma visão mais de especialista do que de multipotencialidade ~ Rafa Cappai


Os QUATRO pontos essenciais pra começar uma conversa sobre o conceito da multipotencialidade são:

  • Primeiramente, é preciso empatia! 

Tudo é questão de ponto de vista e compreender que a noção de ser especialista é algo que está enraizado no nosso pensamento desde o período da Revolução Industrial, lá no século XVIII a relação do homem com o trabalho foi influenciada pela industrialização e aí essa história de especialização passou a ganhar força.

Quem aí se lembra do Chaplin apertando parafusos no filme Tempos Modernos? Pois é! Essa ideia de se aperfeiçoar “apenas em parafusos” ou em “pregos” passou de geração em geração e a multipotencialidade, uma qualidade valorizada na Grécia Antiga, por exemplo, passou a ser menos compreendida e estimulada.

Com empatia e muito carinho pra enxergar os parâmetros que foram fixados lá traz e refletem na atualidade, vai ficar mamão com açúcar conversar com pessoas queridas que cresceram acreditando que o único caminho era escolher, casar e morrer com uma só profissão.

  • Gerações diferentes, valores diferentes

As unidades de medir sucesso dos seus pais, por exemplo, com certeza serão diferentes das suas! Ora bolas, gerações diferentes enxergam sob ópticas distintas e isso é maravilhoso!

O intercâmbio de ideias e conceitos faz com que gerações conectem passado, presente e futuro, trazendo aspectos da história e dos tempos atuais que não só enriquecem a conversa, mas também nos possibilita traçar comparações de como era por exemplo a forma que seus pais e amigos enxergam o mundo.

  • Coloque a boca no trombone

Essa é a hora de colocar na roda tudo aquilo que é importante pra você e falar sobre seus porquês com clareza. Às vezes compreender o conceito de multipotencialidade é complicado porque estamos acostumados a enxergar projetos e ideias de forma linear. Informações, ideias e desejos que se constroem em fluxo, como no caso dos multipotenciais, podem parecer uma bagunça pra quem olha de fora. Coloque a boca no trombone e conte o que te mantêm motivado, excitado e feliz!

Nossa batalha como multipotenciais é fazer com que as pessoas entendam que não existe obrigatoriamente só uma escolha. ~ Rafa Cappai

  • Mostre conteúdos sobre multipotencialidade e dê exemplos de multipotenciais!

Apresente o seu mundo e pessoas que também se assumiram como multipotenciais e vivem bem com suas escolhas. Nós temos duas sugestões de conteúdos e uma indicação de livro pra você engrossar o caldo do papo:

Tedx da Emilie Wapnick “Por que alguns não têm vocação específica?”

Tedx Rafa Cappai “Seja um Canivete Suíço”

O livro Refuse to Choose, de Barbara Sher, onde a autora discorre sobre o tema da multipotencialidade traçando um panorama histórico e refletindo sobre como mentes multipotenciais podem potencializar suas jornadas assumindo suas paixões, mente inventiva e pluri talentos.

E pra finalizar, UMA DICA EXTRA

  • Fique tranquilo com suas próprias escolhas!

O autoconhecimento permitirá que você se reconheça como multipotencial e conte às pessoas sobre isso com tranquilidade e clareza. Trazendo pra fora as suas definições de trabalho, carreira e sucesso!


Você se reconhece como multipotencial? Então no final das contas você é mesmo um ponto fora da curva! Mas isso é maravilhoso! Já pensou em todas as outras infinitas interligações de pontinhos que você pode fazer pensando, criando e se expressando fora dos limites lineares? 😎 

Conheça o curso Seja Um Canivete Suíço e simbora amolar suas habilidades!

Veja mais em: Amolar suas potências

Receba dicas de como transformar
paixão e talento em negócio!






Black Friday: 5 motivos pra não fazer e 8 dicas de como fazer a ação no seu negócio criativo.

Antes de liberar um desconto pra sua audiência, vamos bater um papo e colocar umas coisinhas no papel? Novembro é sinônimo...