8 de junho de 2018

Diário de Bordo Decola! LAB #02: Os Horizontes Estão Se Expandindo

Para o infinito e além!


DIÁRIO DE BORDO: MISSÃO #02  { 08.05.2018 – 18h30min – Os Horizontes Estão Se Expandindo}

📌 Objetivo: compartilhar as observações da segunda parada do percurso.

🚀 Nota climática: um horizonte estrelado e repleto de novidades é visto através da cabine de comando. O clima que estava ameno, progressivamente está esquentando. O calor veio pra ficar! Ao final dos dias, entre o trabalho de lançamento do Smart PUNCH! Online (saiba mais aqui!) e os estudos, os comissários olham pela janela e encontram uma noite escura, muito estrelada, que dá pistas de que o sol continuará reluzindo e iluminando suas jornadas nos dias que seguirão.

>>> Início do relatório da missão #01


GABÊ (@gbstcl) • QUER SE RECONECTAR AO SEU PROPÓSITO

 “Alô, alô… Alguém por aí? Mais uma semana, mais um Diário de Bordo.

Nossa missão torna-se cada vez mais interessante e desafiadora. Quando você precisa equilibrar estudo, trabalho, vida pessoal, família, amigos, as coisas podem ficar um pouco mais trabalhosas e você precisa fazer algumas escolhas não tão amigáveis. Acordar mais cedo, voltar antes do rolê com os amigos, abrir mão daquele tempo de netflix com o boy no sofá. E, sinceramente, essa é a parte mais difícil pra mim, não usar essas coisas como desculpa pra deixar de fazer o que precisa ser feito.

Módulo 01 de Economia Criativa: feito! ✅
Módulo 02 de Identidade: só vem. E vem com tudo!

O módulo 02 é meu preferido, meu xodó. Se alguém me perguntar porque o Decola! LAB mudou a minha vida, eu diria que é por causa desse módulo, juro! Tudo que aprendi sobre mim, sobre a minha história, sobre o que eu posso ser é inacreditável. A minha timeline… Cara, eu queria emoldurar aquilo! Ali, na minha cara, tudo que eu não tinha dado valor, coisas que eu “só” vivi, os lápis que meus pais me davam pra me acalmar na infância, as peças de teatro e todos os times que eu participei na adolescência, as aulas de reforço que eu dava pros amigos de sala da minha irmã mais nova, meus projetos voluntários da igreja, e que agora ganharam um novo significado.

Os exercícios me levaram pra um lugar tão especial! Eu comecei a olhar pra mim com muito mais orgulho e graça. Como eu disse no diário anterior, eu posso ser meio dura comigo, e conseguir olhar pra toda a minha jornada, pra quem eu fui e pra quem eu sou com olhos de amor é muito libertador.

Autoconhecimento e autocuidado libertam. Libertam a gente do medo da exposição, do medo de errar, do medo de não ser suficiente. É um processo, como tudo na vida, e dos mais recompensadores!

Outro exercício que desconstruiu COMPLETAMENTE a forma com que eu faço escolhas foi o de Sentimentos Desejados. Quando eu descobri que na verdade eu queria liberdade e não um negócio, que eu queria criatividade e não ser uma premiada designer, que eu queria ser relevante e não famosa, minhas escolhas e decisões ficaram mais fáceis. Tudo vai se encaixando. Vocês devem ter notado que o tema “escolhas” já apareceu outras vezes nos meus diários, né? Bom, acho que é porque tenho pensado muito que nossas escolhas são o maior poder que a gente tem! ❤

Bora aproveitar a semana mão na massa pra fazer o módulo 03? 🚀”

 


HEITOR (@sbamduck) • QUER DESENHAR UM NOVO PROJETO

Diário de Bordo, missão #02, noite amena, solitária e reflexiva de outono.

Eu estava certo! Não dava mesmo para seguir a missão sem rever e reavaliar muita coisa em meu exercício de Produtividade. E é exatamente o que tenho feito, diariamente. Ter clareza sobre certas fraquezas de fato dói mas hoje sinto essa dor como uma consequência obrigatória do crescimento. Revisitar esse documento tem me feito absorver e aceitar melhor as mudanças que preciso implementar por aqui. E acredite, elas continuam mudando o tempo todo, mas agora já se encontram muito mais próximas de um alinhamento sustentável. Tudo isso me faz enxergar que certas mudanças precisam ser conquistadas bravamente, quase como um fincar de uma bandeira em campo de batalha e não aguardá-las, de forma plácida, como algo que “virá naturalmente”.

O exercício de Produtividade se tornou quase um mapa. É hoje peça já incorporada ao meu arsenal. Ler, reler e ajustar detalhes no meu mapa consistentemente, já é uma rotina incorporada às tarefas obrigatórias de checagem de equipamentos de um astronauta. Sinto nele a força de uma bússola que me ajuda a corrigir a rota, tratando de erros, acertos e caminhos possíveis para um futuro muito mais crível a cada dia que passa.

Manual no cinto, ideias se organizando, Plano de Voo preenchido, bora para o Módulo 1 – Economia Criativa, partiu encarar de frente esse universo!

Muito massa ouvir de novo sobre essa galera phoda que tenta a cada dia modificar o mundo ao seu redor, um monte de órbitas possíveis e trajetórias que se ajustam o tempo inteiro, seja desafiando o status quo, seja propondo valor ou acreditando no poder transformador da criatividade. É um abraço, que pega a gente quase no colo, reconhecer nessa comunidade criativa pelo mundo essa vontade de fazer diferente.

Mas a Comandante avisa: “cuidado como a precariedade!”, como um buraco negro, ela pode drenar energia, potenciais, forças e projetos e joga na cara um monte de questões que a gente fingia que fazia parte obrigatória do pacote. Como duas forças opostas, precariedade e sustentabilidade gravitam o mesmo sistema. E talvez o melhor a fazer é reconhecer essas forças e saber fazer melhores escolhas de onde colocar nossa energia.

Einstein é o cara, né?! Não dá mesmo pra esperar resultados diferentes se a gente faz, a cada dia que passa as mesmíssimas coisas, quase como um ritual. A sustentabilidade não deve temer a precariedade, é preciso enxergar ali um lembrete permanente para descartar todos esses hábitos que nos afastaram, até hoje, do nosso caminho.

Não haverá chegada, sem um caminho percorrido. Não haverá caminho, sem um passo atrás do outro em uma longa jornada. Não existe jornada se seus passos cavam um buraco em círculo ao seu redor. Se mexa, organize sua vida, recalcule a rota e mude a sua direção se pretende estar amanhã, mais próximo do que hoje, da missão da sua vida!

Plano na mão, bora pro Módulo 2 que agora o bicho vai pegar!”

ANA (@caroanalina) • QUER ENTREGAR O MELHOR DE SI PRO MUNDO

“Se você, assim como eu, é um estudante metódico, e faz criteriosamente cada atividade quando está fazendo um curso, não se permitindo deixar uma questãozinha para trás, volte duas casas, você não está preparado para encarar o Módulo 2 do Decola! LAB. Esse é o módulo com a maior quantidade de exercícios, os quais não vão permitir serem respondidos como uma lista de Exercícios de Função ou Gramática, as respostas não estão nos manuais, muito menos no Google. Se, assim como eu, você optar por não voltar duas casas, coloque a roupa de banho e prepara-se para o mergulho dentro de si em busca das respostas.

Por falar em roupa de banho, o Módulo 2 me permitiu lembrar de como eu era uma criança cara de pau. No exercício da Linha do Tempo, onde listei pontos altos e baixos da minha trajetória, “finquei um percevejo” lá por volta de 2005, quando ensaiei a turma de escola da minha irmã pra dançarem uma coreografia criada por mim da música Biquíni Amarelinho. Uma criança que acabara de atingir os dois dígitos de idade bancando a coreografa sem ao menos saber dançar.

Quanta coisa deixamos para trás quando nos tornamos mais rígidos com a gente mesmo, né? Esse resgate às questões internas e subjetivas se torna necessário em nossos tempos, mas muita das vezes, estamos correndo contra o tempo e acreditando que é algo que pode ser desconsiderado, passamos por cima da nossa criança cara de pau.

Mergulhei e até dei algumas braçadas discretas! E um exercício ainda está ecoando na minha mente, estou em busca de jeitos pra juntar pedacinhos atropelados e somá-los a pedacinhos encaixados no meio do caminho, para encontrar a resposta: “O QUE É MAIS INTERESSANTE A MEU RESPEITO E QUE PODE CONTRIBUIR PARA O MEU NEGÓCIO CRIATIVO?”

– Permita-se a introspecção para encontrar os seus porquês! disse Ana a si mesma. 🌈

MANU (@e.appel) • QUER DESBRAVAR NOVOS RUMOS

“Poxa… Que semana! Às vésperas de começar a estudar um dos módulos mais profundos do Decola! rolou muita correria e coisas inesperadas aconteceram. Ah, e cê já viu que quando a gente resolve mexer em algo complicado, tudo parece mais interessante MENOS fazer essa coisa complicada? Pois é! Assim eu fui deixando tudo pra última hora. 

 Mas olha, que módulo, Diário, que módulo! 

Confesso que eu achei que ia ser um pouco mais punk passar por ele de novo e lidar com os esqueletos no armário. Mas acabei me surpreendendo com a clareza que eu tive, dessa vez, pra entender cada um dos exercícios. Infelizmente não achei a apostila de exercícios que eu tinha de quando eu fiz a primeira vez (Tá vendo! Se eu tivesse feito no computador não teria perdido), mas acho que por um lado foi bom também, assim acabei não “colando”.  Uma coisa ou outra eu ainda me lembrava à medida que ia respondendo tudo e foi muito gostoso ver o quanto eu aprendi sobre mim mesmo nos últimos dois anos.

Hoje já é fácil visualizar o que é de fato importante pra mim e o que é apenas projeção da vontade dos outros, ou tentativas de se encaixar dentro da “normalidade” – coisa que já ficou pra trás, amém? – e isso acabou trazendo mais profundidade pros exercícios dessa vez. Senti que tirou dali aquela camadinha, aquela nata que fica por cima de quem a gente realmente é, e propôs mudanças reais e possíveis de serem alcançadas, que vão surtir efeito a médio e longo prazo. 

Umas das coisas mais importantes da vida nesse mundo, sem dúvida, é o autoconhecimento. Eu sempre falo que todo mundo nesse planeta tá aqui, vivendo, errando, aprendendo, errando de novo… Ninguém veio com manual de instruções, então o que a gente tem que fazer com as nossas falhas – e a dos outros – é acolhê-las e amá-las. Entender que nossos erros, são parte do que fomos, sem culpa, sem vergonha e que temos diariamente a oportunidade de ser melhor do que fomos, pra nós mesmos e pra quem está ao nosso redor. Um belo de um clichê issaê, mas é a pura verdade.

Pra encarar sua IDENTIDADE, é preciso ter humildade e estômago. Sempre dá pra melhorar uma coisinha ou outra aqui e ali, se a gente tiver coragem de colocar o dedo na ferida. Sempre dá! Essa história de “Ah, mas eu sou assim mesmo não tem jeito.” ou “Isso é culpa do meu signo!”. Bullshit! As mudanças partem da gente querem mudar e assim como a reforma de uma casa, a reforma interna dá trabalho. E não acontece da noite pro dia.

Como disse uma aluna nessa semana, o Módulo 2 nunca acaba!

É algo pra revisitar sempre que a gente sente que precisa voltar pros eixos ou até mesmo fazer aquela revisão geral, trocar peças, uma guariba geral pra seguir viagem.”


GLAUBER (@glaubersilva.s) • QUER UNIR SUAS PAIXÕES COM CONSISTÊNCIA

Glauber é o nosso programador, o cara dos códigos que mantém nossas plataformas – como esse site – sempre redondinhos, para que sua navegação seja a melhor das galáxias! ☄🚀☄

Essa semana ele ficou ocupadão, finalizando os últimos ajustes da página do Smart PUNCH! e foi café-com-leite da missão. Na próxima semana Glaubito está de volta, viu? 

Quer ver como valeu a pena deixar moço concentradão, espia só: https://smartpunch.espaconave.com.br/

 

 


LARISSA (@camposlarissa) • QUER SE EXPERIMENTAR

“Alô, decolegas!
Cá estamos nós! Sabe aquela sensação de aterrizar em um novo planeta? É a mesma sensação de olhar pra dentro de nós mesmos. Para alguns, um campo desconhecido, uma nova aventura, um exato “pisando em ovos” e para outros um espaço já conhecido mas que quanto mais você anda por aquele chão, mais coisa descobre que pode plantar.
O módulo dois mexeu comigo como mexeu com todos vocês. Foram dias e dias percebendo como tudo aquilo que eu acredito precisa ser colocado pra fora, precisa ser fortalecido e experimentado, não só por mim, mas por um cadin mais de gente.
Fazer todos os exercícios só fez crescer as raízes do meu propósito e enxergar que todos os meus elementos expostos na mandala, por exemplo, se conectam, se apoiam e interferem um no outro. Eu fiquei feliz, por entender que aquilo que eu acredito e sou é um grande emaranhado de fios e que todos eles tem sua importância. Um fiozinho solto e BOOM, nada funcionará como antes.
Por esse motivo, o módulo dois me deixou um grande ensinamento. Somos todos um emaranhado de sentimentos, potencialidades e desejos. Precisamos ter tudo deviadamente alinhado, devidamente pensado e percebido. Não adianta guardar aquilo que a gente acredita dentro de caixas e mais caixas. Em algum momento você vai perceber que o que está escondido faz falta. O que está escondido pode ser a chave. Então se abra para os exercícios, se escute, se perceba e coloque pra fora tudo aquilo que você é.
Botar no papel é sempre a melhor resposta pra organizar seus pensamentos, sentimentos e dúvidas. Se pergunte se for preciso e retorno ao seu início pra responder. Você pode não ter percebido ainda, mas todas as respostas estão dentro de você!”


RENAN (@renandieguesphoto) • QUER EXPLORAR SUAS POTÊNCIAS

Alô, câmbio… Todos curtindo a jornada? Porque eu estou muito!

Bom, pra começar o relatório 02 já quero deixar clara a minha opinião: a galáxia toda precisa conhecer esse módulo de Identidade! Tô falando sério. 🤩

Essa semana foi bastante corrida, por conta do lançamento do Smart PUNCH! , mas estou me organizando melhor a cada dia e graças a isso consegui arrumar minha agenda de uma forma que eu conseguisse fazer o Decola! YES!

O importante é que a cada aula que passa é como se o mundo que eu enxergo fosse ganhando forma e como se a minha própria história fosse ganhando mais sentido. As coisas estão ficando cada vez mais claras e conforme eu assisto as aulas e pratico os exercícios do Decola mais palpável ficam meus objetivos.

Foi fundamental entender o conceito de “sentimentos desejados” e perceber que muitas vezes o que eu quero é só uma ferramenta para como eu quero me sentir! POW! Alguém mais achou isso incrível? Meu campo de visão abriu como se não houvesse amanhã depois dessa. Entender também meu passado como uma bússola para o meu futuro e aprender como encontrar o meu “ponto doce” foram aulas para vida toda!

É só o módulo 2, mas eu já me sinto tão mais preparado para lidar com a minha empresa (que já existe) e com certeza para desenvolver muito mais coisas nela. Além disso estou extremamente ansioso para continuar o processo! Vocês também?

Vem nim mim módulo 3! \o/”

>>> Fim do relatório da missão #02

Até a próxima missão. Câmbio, desligamos! ☎


O que é esse tal Diário de Bordo?

Uma série composta por posts aqui no blog e no stories da Nave, cocriados com 7 pessoas criativas e destemidas que trabalham na Espaçonave e que decidiram embarcar no Decola! LAB, dessa vez com crachá de astronauta, pra tirar a poeira das ideias e desengavetar alguns projetos. Ao longo das dez semanas do curso eles vão compartilhar suas impressões, insights e experiências dessa jornada.

👉 Para acompanhar as missões e conhecer mais astronautas que estão compartilhando seus estudos na internê é só ficar de olho na hashtag #decolalab2018 no Instagram. E claro, acompanhe as novidades da série e os vídeos através do Instagram da Espaçonave, clicando aqui.

E se você é um astronauta do Decola! LAB 2018, compartilhe também o seu processo de estudos e descobertas, vamos construir o Diário de Bordo juntos! 💜 

 

Receba dicas de como transformar
paixão e talento em negócio!