Como criar um negócio que tenha o seu estilo

Como criar um negócio que tenha o seu estilo

A gente entende aqui na Nave que criar um negócio que tenha o seu estilo e que se adeque ao seu lifestyle é um dos principais caminhos da economia criativa. Além de também ser um dos caminhos pra realização pessoal. Tanto que, por aqui, chamamos esses negócios de negócio gostosinho.

Um negócio gostosinho é aquele trabalho que traz uma sensação tão boa, tão gostosa, que nem parece que é trabalho. Sabe aquele quentinho no coração quando você tá fazendo algo que ama?

E ter um negócio gostosinho pode acontecer dentro de qualquer área. Se você é apaixonado por reforma, por exemplo, pode encontrar o seu trabalho gostosinho como pedreiro, marceneiro etc. No Youtube tá cheio de canais de pessoas que se sentem plenamente realizadas trabalhando nessas funções. Você precisa se desprender de tudo aquilo que definiram como sucesso e se ligar ao seu coração.

Por isso, nesse artigo, a gente não quer te ensinar como criar um negócio dentro dos modelos tradicionais. A gente quer te ajudar a encontrar o seu negócio gostosinho.

O primeiro passo é encontrar aquilo que você ama fazer

Você já se perguntou o que poderia fazer todos os dias da sua vida sem se cansar? Aquilo que você é capaz de passar horas fazendo?

E se você transformasse toda essa paixão num negócio?

Esse é o primeiro passo de criar um negócio gostosinho. A gente busca quais são aquelas habilidades que temos e que poderiam se transformar num trabalho, mas presta atenção nessa dica:

Tudo que você sabe fazer pode se transformar num negócio. Você só precisa criar o produto certo.

O que isso quer dizer? Que você sempre terá um público-alvo para tudo, mas que você precisa saber como transformar isso num negócio. Um exemplo que a gente gosta muito é da Amanda Mol, aluna de uma das nossas primeiras turmas no Decola!Lab.

Ela é uma artista que ama pintura. E pra transformar esse amor no seu trabalho, ela desenvolveu uma linha de produtos diferentes que são vendidos no seu ateliê. O trabalho dela é pintar, mas não necessariamente telas.

Por isso que é importante buscar essa paixão pra construir o seu negócio gostosinho.

Pra criar um negócio gostosinho, lembre-se do dia mais feliz da sua vida

Outro passo muito importante pra criar um negócio gostosinho é buscar as memórias positivas da sua vida. Lembre-se quais foram os dias em que você se sentiu mais realizadx, profissional e pessoalmente.

Pode ter sido o seu primeiro dia de trabalho, o lançamento de um livro, uma promoção, a inauguração de um negócio. Busque na memória quais foram esses dias que contemplaram todos os aspectos da sua vida.

Mas é importante que você não fique apenas na recordação dos bons momentos. Esse exercício é pra que você tente entender quais foram os motivos desse dia ter sido tão marcante. Então, lembre-se: Como você se sentia naquele momento?

O que te trazia alegria: Reconhecimento? Estar perto de outras pessoas? A realização de um sonho? Esse é o tipo de pergunta que só você é capaz de responder, mas que é essencial pro seu negócio gostosinho.

E nunca esqueça dos seus piores dias também…

A gente sabe que pode parecer estranho pensar nos piores dias quando você tá querendo criar um negócio gostosinho, mas é importante. Esses dias fazem parte da sua jornada e, sem eles, você talvez não estivesse aqui.

Além disso, os piores dias também servem de parâmetro pra gente saber tudo aquilo que não queremos pras nossas vidas. O que você sentiu nesses dias? Que sensações fizeram com que eles fossem tão ruins?

Quando você encontra as respostas pra essas perguntas, você consegue traçar um plano pra criar um negócio gostosinho que não te leve para momentos parecidos. Eles servem de régua pras suas decisões.

Todas as vezes que você tiver que tomar decisões, você terá essas réguas dos dias incríveis e dos dias ruins. E você sabe pra qual lado cada decisão vai te levar.

O negócio gostosinho é único e individual. Ele nunca vai ser igual pra duas pessoas diferentes no mundo. É por isso que você precisa ter todo esse processo de autoconhecimento antes de criar o seu.

Outras postagens
Como se conectar com os clientes do seu negócio criativo

Como se conectar com os clientes do seu negócio criativo

Existem muitos caminhos pra você tornar o seu negócio criativo muito mais rentável de um jeito sustentável, mas um...
Como desenhar uma jornada do cliente em negócios criativos?

Como desenhar uma jornada do cliente em negócios criativos?

Você já ouviu falar em jornada do cliente? Esse é um conceito muito comum em negócios tradicionais, mas que,...
Você está vivendo seus talentos de forma positiva?

Você está vivendo seus talentos de forma positiva?

Você, com certeza, já ouviu falar que uma pessoa é talentosa ou, talvez, que fulano é sem talento nenhum....
Você sabe a diferença entre o marketing autêntico e o marketing tradicional? A gente te explica a diferença neste artigo!

Qual a diferença entre marketing autêntico e tradicional?

Você já ouviu falar em marketing autêntico? Essa é uma nova forma de trabalhar as estratégias de vendas que...
Como ter apoio familiar na jornada criativa?

Como ter apoio familiar na jornada criativa?

Se você está numa jornada criativa ou é uma pessoa multipotencial, é bem provável que você sofra muito com...
3 dicas de organização do trabalho pra criativos

3 dicas de organização do trabalho pra criativos

A organização do trabalho é uma das grandes dificuldades de quem trabalha com criatividade. Muito por uma ideia de...